Saiba como surgiu o relógio cuco na Alemanha

Se você perguntar para a maioria das pessoas que possuem um relógio cuco pendurado em uma de suas paredes se sabem a história por trás daquela engrenagem, muitas dirão que não fazem ideia. O relógio de cuco é um artigo do passado, presente e futuro, ainda muito amado pelos filhos e netos. Em relação às suas origens obscuras, há duas fábulas principais. Para mergulhar neste maravilhoso mundo dos cucos e conhecer melhor estes incríveis relógios, continue lendo nosso post de hoje!

Curiosas histórias

O primeiro conto que temos notícia sobre a origem dos relógios cuco é a de Franz Steyrer, escrito em seu “Geschichte der Schwarzwälder Uhrmacherkunst“, de 1796. Ele descreve um encontro entre dois vendedores de relógio de Furtwangen (uma cidade na Floresta Negra), que vendia relógios cuco de madeira. Sua popularidade cresceu na região e mais e mais relojoeiros começaram a produzi-los.

 Relógio Cuco Alemão Clássico Mecanico Relógio Cuco Chalé alemão eletrônico  

A segunda história é relatada por outro sacerdote, Markus Fidelis Jack, em 1730, em que ele diz que um artesão, Franz Anton Ketterer, de Schönwald, uma cidade também da Floresta Negra, adornou um relógio com um pássaro em movimento.

Mas tudo isso parece não ser verdade. Este tipo de relógio é muito mais antigo do que os relógios da Floresta Negra. Ainda em 1650, o pássaro já era parte do conhecimento em livros de referência registrados em manuais. Dessa forma, demorou quase um século para o relógio de cuco encontrar o seu caminho para a Floresta Negra, onde por muitas décadas manteve-se como um produto de nicho pequeno.

Em 1862 o relojoeiro de renome, Johann Baptist Beha, começou a melhorar seus relógios Bahnhäusle ricamente decorados e esculpidos em forma de cones de abeto. Os relógios de cuco básico de hoje tornaram-se um símbolo da Floresta Negra, que é imediatamente compreendido em qualquer lugar do mundo.

Ainda atualmente é uma das lembranças favoritas de viajantes na Alemanha, Suíça e Áustria. O centro de produção continua a ser a região da Floresta Negra, na área de Schonach e Titisee-Neustadt.

Veja mais cucos

O estilo “Chalet”, a contribuição suíça

O estilo “Chalet” se originou no final do século XIX, na Suíça, época em que eles eram altamente valorizados como lembranças. Atualmente, existem três estilos básicos, em homenagem a diferentes casas tradicionais representadas: Chalé Floresta Negra, Chalé Suíço e o Chalé Bávara.

Juntamente com a ave que se projeta, os relógios cuco deste estilo também podem exibir outros tipos de figuras animadas tradicionais; exemplos incluem lenhadores, bebedores de cerveja e as rodas de água girando, etc. Alguns tradicionais relógios de cuco chalet dispõem de uma caixa de música.

Miniatura De Relógio Cuco Chalé Estilo Floresta Negra 

Design contemporâneo

Hoje em dia os relógios de cuco são fabricados inspirados em estilos decorativos contemporâneos. Rombach und Haas tornou-se o primeiro fabricante de relógio de Black Forest, que introduziu esta nova geração de relógios em 2006, produzindo um modelo concebido por Tobias Reischle. Em 2008 eles começaram suas próprias criações, graças à iniciativa de Conny Haas e gerente geral da empresa Ingolf Haas.

Relógio cuco no Brasil

A região brasileira em que mais houve propagação deste tipo de relógio foi no sul, pois a colonização alemã foi grande nesta área, o que gerou grande influência nos costumes e gostos.

Normalmente, a melodia soa somente em horas cheias em relógios de oito dias e tanto em horas cheias quanto em meias horas nos relógios de um dia. Os pesos são feitos de ferro fundido em forma de pinha e o som “cuco” é criado por dois tubos minúsculos no relógio, com foles unidos a seus topos. O movimento do relógio ativa o fole para enviar um sopro de ar em cada tubo alternadamente.

E aí? Gostou de conhecer mais sobre estes incríveis relógios que despertam a imaginação de todos? Você já sonhou em ter um cuco em casa? Acompanhe as novidades!

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0