Tipos de relógio: qual a diferença entre corda, quartzo e automático?

Corda, quartzo e automático: você já deve ter notado que existem algumas diferenças entre os diversos modelos de relógios disponíveis no mercado. Cada um deles possui características específicas que tornam esses tipos de relógio únicos.

Porém, não são todas as pessoas que sabem identificar as peculiaridades de cada um. Se você tem dúvidas sobre o assunto, nós te explicamos aqui as principais diferenças entre os modelos de corda, quartzo e automático.

Continue a leitura e confira!

Relógio de corda

Os relógios de corda não utilizam bateria para seu funcionamento. Dentro deles, existe uma mola que fica armazenada em uma peça chamada “barril”. Esse mecanismo acumula a energia necessária para que o relógio funcione adequadamente.

Quando é necessário apertar a mola para continuar seu funcionamento, é preciso “dar corda” — e é daí que vem o nome do modelo. As peças mais antigas utilizam esse mecanismo, mas muitas marcas continuam fabricando relógios de corda, principalmente por causa do charme que eles têm.

O marcador de tempo nesses relógios é garantido pela oscilação constante provocada pela roda de balanço e pela contagem realizada por intermédio do escapamento do aparelho, ambos aparatos mecânicos garantem precisão ao relógio.

Seu mostrador pode ser tanto de ponteiro quanto digital ou através de tela de LCD.

Relógio de quartzo

Com os relógios tipo quartzo você não precisa se preocupar em dar corda neles. Esse modelo é alimentado por bateria que deve estar de acordo com as especificações do equipamento que você comprar.

A bateria alimenta com energia um circuito integrado que provoca vibrações em cristais de quartzo, fazendo com que os ponteiros e as engrenagens funcionem adequadamente. Os cristais de quartzo dão ao relógio maior precisão.

A marcação de tempo nesse modelo é feita pela oscilação do cristal de quartzo e a contagem do tempo, por um sistema eletrônico.

Seu mostrador também pode ser de ponteiro, digital ou de tela de LCD. Seja de pulso, seja de parede.

Automático

O automático é o tipo de relógio que mais se assemelha ao de corda. Seus mecanismos são bastante parecidos. Há um disco que oscila de acordo com o movimento do relógio. Esse movimento faz o rotor do relógio girar e carregar o tambor.

Esse disco substitui a mola no modelo de corda, fazendo com que seja desnecessário o movimento de “dar corda” no relógio. Essa energia provocada é o suficiente para mantê-lo funcionando adequadamente, sem atrasos, sem engasgos ou sem travamentos.

Seu mecanismo de marcador de tempo é o mesmo do relógio de corda: a oscilação constante criada pela roda de balanço e a contagem por meio do escapamento garantem a marcação correta do tempo.

Tal como os demais modelos, ele também possui mostrador nas versões de ponteiro, digital e LCD, seja para os aparelhos de pulso, seja para os relógios de parede.

Agora que você já conhece as principais diferenças e semelhanças entre esses tipos de relógio, basta escolher o que mais combina com você e traga mais praticidade à sua vida! E se você também é apaixonado por relógios, assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todas as informações e dicas sobre esse universo!

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"